homem1

A maioria dos homens ocasionalmente experimentou alguma dificuldade com seu pênis ficando duro ou permanecendo firme. No entanto, a disfunção erétil (DE) é considerada apenas uma preocupação se o desempenho sexual satisfatório for impossível em várias ocasiões há algum tempo. Desde a descoberta de que o medicamento sildenafil, ou Viagra, afetou as ereções penianas, a maioria das pessoas ficou ciente de que a DE é uma condição médica tratável. Convém deixa claro que medicamentos o usuário pode correr riscos.

Homens que têm um problema com seu desempenho sexual podem relutar em conversar com seu médico, psicólogo ou seu psicanalista pois isso pode ser uma questão embaraçosa.No entanto, a DE agora é bem compreendida e existem vários tratamentos disponíveis.

Linguagem simples e rápida sobre disfunção erétil:

A disfunção erétil (DE) é definida como dificuldade persistente em alcançar e manter uma ereção suficiente para fazer sexo.

As causas podem serem médicas, mas 75% identifica-se como psicológicas.

As causas orgânicas são geralmente o resultado de uma condição médica subjacente que afeta os vasos sanguíneos ou nervos que suprem o pênis.

Inúmeros medicamentos prescritos, drogas recreativas, álcool e tabagismo podem causar DE.

Causas Patológicas

A função erétil pode ser afetada por qualquer um dos problemas seguintes:

fluxo sanguíneo

hormonais

Causas físicas

Sempre vale a pena consultar um médico sobre problemas persistentes de ereção, pois isso pode ser causado por uma condição médica hormonal.

Seja a causa simples ou grave, um diagnóstico adequado pode ajudar a resolver problemas médicos subjacentes e a resolver dificuldades sexuais ou encaminhar para um tratamento psicoterapêutico.

Veja outro quadro que resume muitas das causas físicas ou orgânicas mais comuns de DE:

doença cardíaca e estreitamento dos vasos sanguíneos

diabetes

pressão alta

colesterol alto

obesidade e síndrome metabólica

Mal de Parkinson

esclerose múltipla

distúrbios hormonais, incluindo condições da tireoide e deficiência de testosterona

distúrbio estrutural ou anatômico do pênis, como a doença de Peyronie

tabagismo, alcoolismo e abuso de substâncias, incluindo uso de cocaína

tratamentos para doença da próstata

complicações cirúrgicas

lesões na região pélvica ou medula espinhal

radioterapia para a região pélvica

A aterosclerose é uma causa comum de problemas de fluxo sanguíneo. A aterosclerose causa um estreitamento ou entupimento das artérias do pênis, impedindo o fluxo sanguíneo necessário ao pênis para produzir uma ereção.

Numerosos medicamentos prescritos também podem causar DE, incluindo os que estão na lista abaixo. Qualquer pessoa que esteja tomando medicamentos prescritos deve consultar seu médico antes de interromper ou alterar seus medicamentos:

medicamentos para controlar a pressão alta

medicamentos para o coração, como digoxina

alguns diuréticos

drogas que atuam no sistema nervoso central, incluindo algumas pílulas para dormir e anfetaminas

tratamentos de ansiedade

antidepressivos , incluindo inibidores da monoamina oxidase (IMAOs), inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRSs) e antidepressivos tricíclicos

analgésicos opióides

alguns medicamentos contra o câncer, incluindo agentes quimioterapêuticos

drogas de tratamento da próstata

anticolinérgicos

drogas hormonais

a medicação úlcera péptica cimetidina

As causas físicas representam 90% dos casos de disfunção erétil, sendo as causas psicológicas muito menos comuns.

Causas psicológicas

Em casos raros, um homem pode sempre ter tido DE e nunca ter conseguido uma ereção. Isso é chamado DE primário, e a causa é quase sempre psicológica se não houver deformidade anatômica óbvia ou problema fisiológico. Tais fatores psicológicos podem incluir:

vicio com a pornografia na internet;

culpa;

medo da intimidade;

depressão;

ansiedade severa;

A disfunção erétil pode causar vergonha;

mal relacionamento familiar;

tabus familiares.

A maioria dos casos de disfunção erétil é 'secundária'. Isso significa que a função erétil tem sido normal, mas se torna problemática. As causas de um problema novo e persistente são geralmente físicas.

Hoje percebemos no consultório, fatores psicológicos causam ou contribuem para a disfunção erétil, com fatores que variam de doenças tratáveis da saúde mental a estados emocionais cotidianos.

É importante notar que pode haver sobreposição entre causas médicas e psicossociais. Por exemplo, se um homem é obeso, as alterações no fluxo sanguíneo podem afetar sua capacidade de manter uma ereção, que é uma causa física. No entanto, ele também pode ter baixa auto-estima, o que pode afetar a função erétil e é uma causa psicossocial.

Doença da próstata e disfunção erétil

O câncer de próstata não causa disfunção erétil.

No entanto, a cirurgia da próstata para remover o câncer e a radioterapia para tratar o câncer de próstata pode causar DE.

O tratamento de doenças benignas da próstata não cancerígenas também pode causar a doença.

Tratamento

A boa notícia é que existem muitos tratamentos para DE, e a maioria dos homens encontrará uma solução que funcione para eles. Os tratamentos incluem:

Tratamentos medicamentosos

Os homens podem tomar um grupo de medicamentos chamados inibidores da PDE-5 (fosfodiesterase-5).

A maioria dessas pílulas é tomada 30 a 60 minutos antes do sexo - o mais conhecido é o sildenafil de cor azul (Viagra). Outras opções são:

vardenafil (Levitra)

tadalafil (tomado como uma pílula diária chamada Cialis)

avanafil (Stendra)

Os inibidores de PDE-5 estão disponíveis apenas mediante receita médica. Um médico irá verificar se há problemas cardíacos e perguntar se outros medicamentos estão sendo tomados antes da prescrição.

Os efeitos colaterais associados aos inibidores da PDE-5 incluem:

rubor

anormalidades visuais

Perda de audição

indigestão

dor de cabeça

As opções de medicamentos menos usadas incluem a prostaglandina E1, que é aplicada localmente, injetando-a no pênis ou inserindo-a na abertura da uretra.

A maioria dos homens prefere uma pílula, no entanto, portanto, esses medicamentos de ação local tendem a ser reservados para homens que não podem fazer tratamento oral.

Os sintomas

Os homens nem sempre conseguem obter uma ereção e, se isso raramente acontece, não é considerado um problema médico.

No entanto, ED não se refere apenas a uma completa incapacidade de atingir um pênis ereto. Os sintomas também podem incluir dificuldades para manter uma ereção por tempo suficiente para completar a relação sexual ou incapacidade de ejacular.

Muitas vezes, também existem sintomas emocionais, como vergonha, ansiedade e um interesse reduzido nas relações sexuais.

Um homem é considerado portador de DE quando esses sintomas ocorrem regularmente.

Exercícios

Existem exercícios que um homem pode realizar para reduzir os efeitos da disfunção erétil.

A melhor maneira de tratar a disfunção erétil sem medicação é fortalecendo os músculos do assoalho pélvico com exercícios de Kegel. Elas são frequentemente associadas a mulheres que buscam fortalecer sua área pélvica durante a gravidez, mas podem ser eficazes para homens que desejam recuperar a função completa do pênis.

Primeiro, encontre os músculos do assoalho pélvico. Você pode conseguir isso parando no meio do fluxo duas ou três vezes na próxima vez que urinar. Os músculos que você pode sentir trabalhando durante esse processo são os músculos do assoalho pélvico e serão o foco dos exercícios de Kegel.

Um exercício de Kegel consiste em apertar e manter esses músculos por 5 segundos e depois liberá-los. Tente fazer entre 10 e 20 repetições por dia. Isso pode não ser possível quando você começar a fazer os exercícios. No entanto, eles devem se tornar mais fáceis ao longo do tempo.

Você deve perceber uma melhora após 6 semanas.

Certifique-se de respirar naturalmente durante todo esse processo e evite empurrar para baixo como se estivesse forçando a micção. Em vez disso, junte os músculos em um movimento apertado.

Exercícios aeróbicos, como uma corrida ou até uma caminhada rápida, também podem ajudar a circulação sanguínea melhor e podem melhorar a disfunção erétil em homens com problemas de circulação.

Nosso Endereço

  • Rua Carlos Chagas, 635 - Jardim Esplanada  - São José dos Campos - São Paulo -  Brasil
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • (12) 3027-4844 - Whats Consulta 98822 0007

Sua Opinião

 

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • (12) 3027-4844 - Whats Consulta 98822 0007

Leia um dos mais importantes sites da saúde mental.

Usuários Online

Temos 946 visitantes e Nenhum membro online

Configurações do Site

Cor

Escolha uma das cores abaixo:
Azul Laranja Vermelho

Corpo

Cor de fundo
Cor do texto

Cabeçalho

Cor de Fundo

Destaque 3

Cor de Fundo

Destaque 4

Cor de Fundo

Destaque 5

Cor de Fundo

Rodapé

Selecione um tipo de menu
Fontes do Google
Tamanho da fonte
Tipo da Fonte
Direção